Segundo o Dicionário Michaelis, a definição de gerência é “tempo durante o qual alguém exerce as funções de administrador dos negócios de uma sociedade”.

O gerente de loja, portanto, apresenta-se como um dos pilares para o bom funcionamento de qualquer empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte.

Esse colaborador é o principal responsável pela direção da equipe e deve estar atento tanto a pontos negativos que podem ser melhorados quanto às qualidades dos funcionários que podem ser aproveitadas.

Além disso, um bom gerente deve treinar e motivar sua equipe para alcançar bons resultados e superar as metas. Esse profissional também deve transmitir seus conhecimentos e experiências acumulados ao longo da carreira para servir de exemplo à equipe.

Importância do gerente de loja

foto: criada por freepik

É claro que o gerente de uma loja também deve cobrar resultados, detectar falhas e passar um feedback aos superiores sobre o trabalho de sua equipe. Não deve ser confundido como um chefe inacessível ou um vendedor relaxado: sua função é única e mistura liderança, comprometimento e apoio.

O gerente da loja é a ponte entre a chefia e os colaboradores. Seu principal papel é coordenar uma equipe para que atinja resultados e cumpra as metas. Seu desempenho também serve de espelho para que se possa enxergar quais pontos devem ser fortalecidos.

Por exemplo, é comum que empresas invistam em treinamento e qualificação dos funcionários, mas não ofereçam a mesma preparação para seus gerentes, ou tratem sua função como um simples supervisor da equipe, e não um profissional experiente que vai gerir os demais.

É por isso que o Sebrae estabelece quais perguntas devem ser respondidas quando se fala em eficácia na gerência da empresa:

  1. Seus clientes não recebem nada além do que já pagaram?
  2. Seus concorrentes estão à frente com estratégias que cativam mais os clientes?
  3. Erros e acertos levam a um aprendizado de toda a equipe?
  4. Clientes especiais recebem tratamento diferenciado?
  5. Faz parte da cultura da empresa realizar o pós-venda, avaliando o que o cliente achou de todos os aspectos?
  6. Os funcionários são tratados de maneira respeitosa?
  7. Ocorrem vendas por telefone?
  8. A ética nos negócios e no tratamento é considerada ponto fundamental?
  9. A seleção dos funcionários e o treinamento são realizados sem qualquer critério?
  10. As falhas identificadas são corrigidas imediatamente?
  11. O tempo dispensado aos clientes e à equipe é o mais nobre do dia?
  12. Os funcionários várias vezes dizem: “isso não é comigo”?
  13. Problemas particulares são confundidos com problemas profissionais?
  14. A equipe de vendas é especializada e competente?
  15. Critica-se constantemente os concorrentes ao invés de melhorar seu serviço?
  16. São solicitadas sugestões aos clientes para melhorias?
  17. A organização da área de vendas e dos processos envolvidos é um dos pontos fortes da empresa?
  18. O treinamento sobre atendimento faz parte de uma rotina da qual não se abre mão?

Refletir sobre essas questões é um importante passo para melhorar a atuação do seu gerente de loja. Qualidades como iniciativa, liderança, planejamento e direção são as mais bem vistas nessa função, portanto treinamentos nesse sentido podem ajudar na condução do trabalho.

foto: criada por freepik

E então, como anda a sua relação com o gerente da sua loja?


Conteúdo criado por Sonobe Conteúdo, agência digital dedicada à redação, planejamento e consultoria em redação e marketing de conteúdo. Através de equipe certificada em jornalismo, marketing digital, SEO, roteiro, gestão e empreendedorismo, a Sonobe traz aos leitores e leitoras do Reval Blog novas perspectivas para os seus negócios.


Reval Blog

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

0 comentário

Deixe uma resposta