Skip to main content

Vender barato não é diferencial competitivo

Não quero fazer aqui nenhum tipo de apologia em relação a “explorar clientes”, ou “trabalhar pouco e ganhar muito”, nada disso, mas tenho sérias restrições em relação ao termo “vender barato”.

Todos sabemos que o que é bom tem um valor mais elevado, e que normalmente os produtos mais em conta geralmente são de qualidade inferior.

Diante deste cenário, cabe ressaltar que produtos de qualidade inferior, tendem a apresentar mais problemas.

Portanto, se você focar em vender “preço”, provavelmente terá que tomar mais analgésicos, e o que é pior, quando aparecerem os problemas, seu cliente não irá lembrar que “pagou barato”, mas sim que “comprou porcaria”.

Cuidado: caso a empresa que você trabalha comece a ganhar “todos os preços”, provavelmente os seus dias e os dela já estarão contados.

Mais uma desvantagem?

A partir do momento que o seu foco está no preço, a qualidade dos produtos e o atendimento passam a ser secundários, aí entram na “vala comum”, e lá normalmente não estão os campeões.

 

Você e sua empresa não precisam de “todos os negócios”, mas sim dos “negócios interessantes”.

 

Bons e interessantes negócios!

cesar_galindo_rodape

Reval Blog

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

Deixe uma resposta