A pandemia de coronavírus pegou todo mundo de surpresa, principalmente o comércio, que não estava preparado para enfrentar uma crise dessa magnitude.

Em tempos onde 74% dos consumidores preferem comprar online, segundo um levantamento da NZN Intelligence, as lojas físicas, que já se viam ameaçadas, tiveram que encarar um desafio repentino e até assustador para quase todos os segmentos.

O momento é delicado e pede cuidado, calma e paciência. Para o lojista, convencer o cliente a entrar em sua loja é o primeiro passo para vender; o segundo, e mais difícil, é converter essa visita em venda. Os negócios que não oferecem e-commerce, delivery ou compras via aplicativos precisam se reinventar.

Qualquer pessoa gosta de mudar o visual depois de passar por um período conturbado. A ideia de aproveitar o momento para se repaginar costuma surtir efeitos muito positivos. Que tal levar isso para sua loja e aproveitar esse período de crise para fazer aquelas mudanças que você vinha adiando?

Confira 6 dicas para mudar sua loja

Com a loja fechada, fica mais fácil visualizar o que precisa ser mudado para dar início a uma nova fase no comércio. É claro que será difícil conseguir prestadores de serviço, como eletricistas e pedreiros, para fazer reparos, mas isso é algo que você pode planejar agora e implantar depois.

Por enquanto, veja as sugestões que você já pode começar a colocar em prática:

1. Faça uma grande limpeza e reorganize a loja

foto: criada por freepik

No dia a dia, alguns detalhes podem passar batido, como a poeira embaixo do móvel ou o tapete que já está sujo. Aproveite a quarentena para limpar os móveis, aspirar o chão, lavar as tapeçarias e passar um pano nos produtos. Limpar do chão ao teto, literalmente.

Organize as gôndolas, que ficam bagunçadas no dia a dia com o entra e sai de clientes, e pense em formas criativas de disponibilizar seus produtos.

Uns dias antes de voltar à ativa, faça uma limpeza mais leve, desinfete as áreas comuns e disponibilize álcool em gel para que os clientes possam limpar as mãos.

2. Mude a disposição dos produtos e móveis

foto: criada por freepik

Pequenas mudanças podem causar um grande impacto visual. Por exemplo, se o caixa fica localizado próximo à entrada, experimente trocá-lo para os fundos, para que o cliente possa conhecer a loja toda antes de pagar.

Os produtos também devem mudar de lugar. Ao invés de colocar os produtos da promoção na frente, por exemplo, como a maioria das lojas faz, você pode oferecer os produtos que estão em alta na internet e que são os favoritos dos clientes.

As promoções ficam perto do caixa, onde o cliente vai chegar depois de escolher as suas compras, assim, os itens mais baratos trazem a sensação de complemento das compras.

Seja criativo e pense em novas formas de chamar atenção!

3. Destaque seus produtos por cores

Algumas lojas de roupas separam as peças por cores nas araras, o que é interessante para quem busca uma determina paleta em detrimento de outra. Esse conceito pode ser adotado por outros segmentos, já que a separação por cores é chamativa e agradável.

Lojas de doces, materiais escolares, sapatos, perfumes e itens de decoração podem apostar em trabalhar com as cores primárias numa semana e tons pastéis em outra. Isso também serve de termômetro para medir as preferências dos clientes.

4. Pense em uma programação de vitrines

foto: criada por freepik

A vitrine é responsável por 80% do poder de decisão do cliente, portanto ser criativo é o mais importante e trabalhar com conceito é um ótimo ponto de partida. Trabalhar com datas sazonais é o mínimo, mas sempre de forma diferente dos concorrentes e que faça sentido para sua marca.

Para os períodos entre as datas sazonais, veja essas ideias:

  • Invista em paletas de cores, especialmente os tons pastéis, que estão em alta;
  • Tendências em decoração, como minimalismo, para um visual mais clean;
  • Acessórios e mobiliário diferentes, com a cara do seu negócio;
  • …e, principalmente, atualização frequente para manter o consumidor interessado.

Pense em vitrines que possam ser adotadas ao longo do ano todo. Assim, você não corre o risco de criar uma vitrine pouco chamativa por falta de tempo para planejar.

5. Trabalhe com todos os sentidos

foto: criada por freepik

Uma loja bonita enche os olhos, mas, uma vez dentro, o cliente precisa de outros estímulos. Crie uma playlist de músicas que tem a ver com o seu negócio ao invés de deixar aquela rádio tradicional tocando, e invista em difusores ou fragrâncias que combinem com a personalidade da marca.

Lembre-se, a marca é o foco, e não seus gostos pessoais. Você pode adorar música pop, mas se seus clientes têm mais a ver com jazz é nisso que você deve investir.

Quando as coisas voltarem ao normal, ofereça um bolinho ou bolachinhas para que os clientes se sintam à vontade!

6. Faça tudo que já devia ter feito

foto: criada por freepik

Sabe aquelas prateleiras novas que chegaram há 15 dias? Instale. A lâmpada do provador que queimou? Troque. Os computadores com antivírus vencido? Atualize ou compre um novo. O Espaço Kids que só estava no campo das ideias? Implemente!

O momento pede criatividade, mas também que você seja proativo. Transforme o limão – no caso, a quarentena – em uma limonada – no caso, o sucesso do seu negócio.


Conteúdo criado por Sonobe Conteúdo, agência digital dedicada à redação, planejamento e consultoria em redação e marketing de conteúdo. Através de equipe certificada em jornalismo, marketing digital, SEO, roteiro, gestão e empreendedorismo, a Sonobe traz aos leitores e leitoras do Reval Blog novas perspectivas para os seus negócios.


Clique aqui e participe de nosso canal no Telegram. Novidades da Reval na tela do seu celular!

Gabriel Pascoli

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

8 comentários

Raquel · 4 de abril de 2020 às 08:51

Obrigada pelas dicas, espero que tudo isso passe logo, que ficamos todos bem para assim voltarmos a nossa rotina normal, agradeço a parceria Reval sempre muito competente no que faz.

JOSE ANTONIO PINZON · 3 de abril de 2020 às 10:18

Gostei da ideia ! Vamos ver o que dá para ser feito.

OSVALDO AGUIAR DE ALMEIDA · 3 de abril de 2020 às 09:25

Faço minhas as palavras de Rosemar A. Bolfe. Parabéns à toda equipe REVAL.

Rosemar Antonio Bolfe · 3 de abril de 2020 às 08:13

Estão de parabéns toda a equipe da REVAL, excelente conteúdo, isto nos convence cada dia mais da parceria da Reval com sues clientes, nos dando muitas dicas importantes.Que Deus abençoe a todos nós.

Deixe uma resposta