Em tempos onde vídeos de slime fazem sucesso no YouTube e músicas como “Baby Shark” prendem a atenção das crianças por horas a fio, os brinquedos educativos podem parecer jurássicos frente à tecnologia da internet, onde as novidades que não param de pipocar.

É bem verdade que eles nunca estiveram nem perto de desaparecer. Mesmo quem prefere jogar videogame é incapaz de negar os benefícios desse tipo de brinquedo no desenvolvimento infantil e sabe que eles são fundamentais para uma infância saudável.

Até pouco tempo atrás, no entanto, quando os smartphones e tablets ainda eram novidade, os pais e responsáveis perceberam o encanto que tais dispositivos produziam nas crianças. Havia conteúdo de qualidade, como jogos e desenhos educativos, e os pequenos passavam horas hipnotizados pela tela brilhante. Em contrapartida, não demorou para os pais reconhecerem que essa atenção excessiva aos aparelhos digitais também poderia ser nociva.

foto: criada por freepik

Recentemente um boato de que uma boneca assustadora chamada Momo estaria sendo inserida em vídeos de canais infantis incentivando crianças a cometerem suicídio assustou pais, pedagogos e professores e reacendeu o debate sobre a exposição dos pequenos ao conteúdo ilimitado e sem censura.

Claro que não há problema em permitir que as crianças joguem videogame ou assistam a vídeos na internet, desde que haja equilíbrio e incentivo a brincadeiras no “mundo real”. Os brinquedos educativos são a ponte entre a imaginação e a realidade e, talvez mais do que nunca, devem estar presentes no cotidiano dos pequenos.

A importância dos brinquedos educativos

foto: criada por freepik

Chocalhos, móbiles, livros com sons e texturas, argolas empilháveis, brinquedos de encaixe ou de empilhar e bonecos de tecido fizeram parte da infância de muita gente.

Esses brinquedos educativos permitem que a criança explore possibilidades e desenvolva habilidades motoras, intelectuais, emocionais e sociais. Por meio de brincadeiras simples, como balançar o chocalho, empilhar peças e tentar encaixar argolas em um cilindro, os pequenos desenvolvem raciocínio lógico, coordenação motora e a percepção de cores, formatos, texturas e sons de forma livre e criativa.

Por meio dos brinquedos a criança tem liberdade de reproduzir aquilo que, até então, vivia apenas na imaginação ou que, de alguma forma, ficou reprimido, sendo um excelente mecanismo de expressão dos próprios sentimentos.

O brincar, de modo geral, é uma experiência necessária para uma infância saudável e para a construção e desenvolvimento de habilidades. Os brinquedos estimulantes, nesse caso, atuam no reforço da aprendizagem, na ampliação do olhar e até no processo de autoconhecimento.

Diferente dos tablets, smartphones e videogames, que estimulam as partes visuais, sonoras e intelectuais, os brinquedos educativos trabalham o organismo como um todo, inclusive a interatividade com outras crianças, com os pais e com o meio em geral.

Atenção, lojista!

foto: criada por freepik

Aos lojistas, a dica é não só investir nesses brinquedos para seu estoque, mas principalmente oferecer treinamento adequado aos funcionários para que orientem os clientes sobre sua importância no desenvolvimento infantil.

Quebra-cabeças, pipas, blocos de madeira, brinquedos educativos musicais, massinhas de modelar, cabaninhas, máscaras, fantoches, jogos de memória e até os tradicionais carrinhos e bonecas são excelentes opções que devem ser oferecidas conforme a idade adequada, e um atendimento feito corretamente pode instruir os pais a estimularem e participarem das brincadeiras junto dos seus filhos, trazendo grandes benefícios a todos.


Conteúdo criado por Sonobe Conteúdo, agência digital dedicada à redação, planejamento e consultoria em redação e marketing de conteúdo. Através de equipe certificada em jornalismo, marketing digital, SEO, roteiro, gestão e empreendedorismo, a Sonobe traz aos leitores e leitoras do Reval Blog novas perspectivas para os seus negócios.


Reval Blog

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

0 comentário

Deixe uma resposta