Skip to main content

Nossas escolhas

Pouco depois de eu completar 17 anos (já atuando no mundo das vendas), o diretor da empresa em que eu trabalhava me chamou em sua sala e sem cerimônias começou a falar:

“Cesar, para ser um vendedor bem-sucedido, você vai precisar mudar muita coisa, a começar pelas suas roupas. ”

Ele me propôs um empréstimo para adquirir roupas novas, que eu pagaria em 6 meses.

Honestamente, na minha infância e adolescência nunca passei necessidades, e essa proposta poderia soar como uma ofensa.

Tive no mínimo três alternativas:

  1. Me ofender com a proposta e criar uma confusão com o meu chefe;
  2. Ignorar a proposta e dizer que para mim estava bom daquele jeito;
  3. Aceitar o empréstimo e mudar minha postura.

Por se tratar de um empresário bem-sucedido, resolvi aceitar sua sugestão, acreditando que o melhor para mim naquele momento (o que sempre devemos fazer), seria me espelhar em uma pessoa de sucesso.

Peguei o dinheiro e comprei roupas novas.

Daquele dia em diante, sempre procurei me vestir da melhor maneira possível para ir trabalhar, e em consequência meus resultados também foram mais positivos, até um dia eu me tornar empresário no mesmo segmento do meu “ex-patrão”.

Lógico que aqui estou falando a respeito da forma de apresentar-se, que na verdade é um dos requisitos, dos vários necessários à construção do sucesso.

 

Quando você receber críticas ou sugestões, não as leve pelo lado pessoal. Avalie-as e receba-as como um presente.

 

cesar_galindo_rodape

Reval Blog

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

Deixe uma resposta