Skip to main content

Maranhão aplica R$ 70 milhões no Bolsa Escola

A proposta de aposentar a velha prática de entregar kits prontos de material escolar, substituindo-a pelo moderno cartão educação, conquistou mais um Estado. Maranhão aderiu à iniciativa já adotada em Brasília e dezenas de cidades. Em 2016, cerca de 1.200.000 alunos receberam o cartão para comprar por conta própria o material escolar.

O Programa Bolsa Escola – Mais Bolsa Família prevê investimento de R$ 70 milhões, injetando recursos nos 217 municípios maranhenses. Ao todo, 850 estabelecimentos comerciais, basicamente papelarias, foram credenciados para suprir as necessidades dos estudantes. Por meio da assessoria, o Governo do Maranhão informa que notou mudança na economia local. “Nós começamos gigantes, mais de 1,2 milhão de estudantes beneficiados, o impacto na esfera educacional e na econômica é visível.”

 

“Maranhão foi o grande destaque deste Volta às Aulas com o cartão Bolsa Escola. Foi formada uma rede com mais de 800 estabelecimentos comerciais cadastrados e houve grande motivação por parte dos estudantes, do comércio e dos gestores públicos que organizaram o programa”, destaca Ricardo Carrijo.

 

Carrijo é diretor de Relações Institucionais da Tilibra, uma das empresas filiadas à Associação Brasileira de Fabricantes e Importadores de Artigos Escolares e de Escritório (ABFIAE), associação que representa a indústria e os importadores de artigos de papelaria e integra grupo de mobilização nacional para divulgar e incentivar iniciativas como esta do Maranhão.

rv80_cartao_maranhao_cartaz

Programa

O cartão Bolsa Escola – Mais Bolsa Família é de débito e exclusivo para compra de material escolar, tendo como carga R$ 46,00 por aluno. O documento deve ser guardado após a compra para o acesso ao benefício nos próximos anos. O material pode ser adquirido em um dos 850 estabelecimentos da rede credenciada em todo o Maranhão.

Executado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), o programa atua na complementação de renda às famílias maranhenses. É voltado para crianças e adolescentes, de 4 a 17 anos, que estudam na rede pública estadual de ensino, garantindo-lhes condições mais adequadas de frequentar a escola. “Outro benefício positivo do programa estadual é garantir a permanência dos alunos na escola, reduzindo os índices de evasão escolar”, reiterou o secretário Neto Evangelista.

 

“Os alunos podem adquirir o material em um dos 850 estabelecimentos da rede credenciada em todo o Maranhão”. – Neto Evangelista.

 

rv80_cartao_maranhao_neto_evangelista
Secretário Neto Evangelista – Foto: Gilson Teixeira – SECAP

Beneficiados comemoram

A aprovação do Bolsa Escola tem vindo de todos os cantos do Estado, informa a assessoria do governador. O beneficio tem feito a diferença na vida de famílias que outrora tinham dificuldades de adquirir lápis, caneta, caderno, uniforme e calçado, no início do ano letivo.
De passagem pela cidade de São Mateus, em Março, o governador Flávio Dino conheceu Pâmela Antônia, de 11 anos e que está no 6º ano do ensino fundamental. A menina aproximou-se do governador e, entre abraços, agradeceu por poder, pela primeira vez, escolher os próprios materiais escolares. “A minha mãe recebeu o cartão do Mais Bolsa Família e fomos comprar mochila, caderno, lápis e caneta num comércio aqui perto.”

Em Barra do Corda, a dona de casa Maria dos Remédios Silva, mãe de quatro filhos, recebeu o Cartão Material Escolar. “A que esse projeto é muito bom e bonito para o Maranhão, principalmente, para Barra do Corda. Vai beneficiar muitas famílias, assim como a minha está sendo”, completou.

Rosimar Nunes, 26 anos, moradora da Vila São José, em Paço do Lumiar, é mãe de quatro beneficiados e destacou com satisfação a importância dos recursos para a escolarização dos filhos. “O ‘Bolsa Escola’ chegou em um momento oportuno, pois vai contribuir na redução das muitas despesas que temos com nossos filhos”, disse.

rv80_cartao_maranhao_raimunda_nonata
Beneficiária Raimunda Nonata Martins de Almeida Veras – Foto: Gilson Teixeira – SECAP

Caravana – Para facilitar a entrega e desbloqueio dos cartões aos beneficiários, o governo do Maranhão realizou a Caravana Bolsa Escola para percorrer o Estado. Maria das Dores Barbosa, 53 anos, tem nove filhos, apenas a caçula em idade escolar. Ela comemora a possibilidade de garantir o material escolar da filha mais nova sem mais despesas. “Já ajuda a comprar o material dela, minha filha é adolescente e gosta de escolher do jeito dela o material”, diz a mãe.

Erinalva Evangelista da Silva, de 25 anos, é dona de casa e, acompanhada de suas três crianças – Natércia, 7 anos, Raí, de 5, e Rebeca, de 2 anos, falou como o recurso será importante para a vida escolar das crianças. “Eu nunca tinha comprado material escolar para eles porque não tinha condição. Agora vão poder ir para escola com o materialzinho deles e estou achando ótimo”! A mais velha falou dos planos: “Eu quero uma mochila da Frozen e a gente vai comprar uma do Homem de Ferro pro Raí.”

 

“Eu nunca tinha comprado material escolar para eles porque não tinha condição. Agora vão poder ir para escola com o materialzinho deles e estou achando ótimo”! – Erinalva Evangelista da Silva.

 

rv80_cartao_maranhao_flavio_dino
Governador Flávio Dino abraça estudante beneficiada – Foto: Divulgação

Reval Blog

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

Deixe uma resposta