Marcas que priorizam o lucro estão com os dias contados. O mercado está repleto de empresas que se digladiam em busca do primeiro lugar, mesmo que para isso abram mão da transparência, sustentabilidade e preocupação social, mas o consumidor está atento e priorizando àquelas que entendem que a função do varejo vai muito além da venda de produtos e serviços.

O ano de 2020 parece ter vindo para isso. Marcas com modelos de negócios insustentáveis precisaram se reinventar para sobreviver, enquanto outras descobriram novas formas de mostrar para que vieram e até encontraram espaço para ações que cuidam do consumidor.

Um exemplo é o Carrefour, que ocupa o 22º lugar na lista do Instituto Croma Insights sobre as 100 marcas mais lembradas pelo consumidor durante a pandemia. Stéphane Engelhard, vice-presidente de Assuntos Institucionais do Grupo Carrefour Brasil, falou sobre iniciativas da empresa para o portal Consumidor Moderno.

Entender o que o consumidor precisa e a função do varejo

foto: criada por freepik

Encontrar itens de primeira necessidade por um preço baixo – ou, pelo menos, justo dada a sua qualidade – é uma prioridade de qualquer rede de supermercados, que entende que o consumidor quer gastar o mínimo possível para alimentar sua família, manter a casa limpa e se divertir no fim de semana.

Embora essa necessidade se mantenha, ao longo do ano outras questões foram priorizadas. “Vimos que nesse momento em especial não estão buscando grandes promoções – que, inclusive, podem gerar aglomeração nas lojas e vai contra as medidas de isolamento. Neste momento, eles querem sentir-se seguros para realizar atividades essenciais”, explica Stéphane.

O Carrefour entendeu que liderar o varejo alimentar é também assumir a responsabilidade de orientar o consumidor com ações de conscientização e oferecer segurança em toda a jornada de compra, com recomendações sobre o que fazer antes, durante e após os procedimentos.

No início da quarentena houve receio de que a pandemia provocasse falta de produtos essenciais, o que levou muita gente a estocar itens como álcool em gel e papel higiênico. Além de prejudicar outros consumidores a ação mostra desinformação em relação ao consumo consciente.

“Tivemos a preocupação de transmitir segurança de que não iriam faltar produtos em nossas lojas. Reforçamos a importância do consumo consciente pela sociedade e, também, congelamos preços de 200 itens de nossa marca própria, para que nossos clientes possam encontrar produtos com os mesmos valores”, explica Stéphane.

Cuidado além das vendas

foto: criada por freepik

Segundo Stéphane, é função do varejo contribuir para minimizar os impactos provocados pela pandemia, principalmente para aqueles que tiveram a renda prejudicada e viram o reflexo na mesa.

Para que todos tenham acesso à alimentação, a rede doou R$ 15 milhões em cestas básicas e criou um movimento solidário com colaboradores, clientes, fornecedores e parceiros para ajudar o maior número de famílias vulneráveis possível. Na ação Compra Solidária, a cada R$ 1 doado por clientes ou colaboradores, o Grupo Carrefour Brasil dobra o valor arrecadado.

“Colocar o cliente no centro de nossas decisões é um dos principais motivos que nos aproxima dos consumidores. Buscamos entender suas necessidades e ser uma solução em seu dia a dia. Precisamos ser o mais transparente possível e cuidar ainda mais de nossos consumidores”, explica Stéphane. A análise vem da perspectiva de uma gigante do varejo, mas o exemplo pode ser seguido em qualquer escala. Haja vista o caso do cliente Reval que criou uma mesa solidária em São Vicente (SP), mostrando que, para fazer o bem, basta querer!


Conteúdo criado por Sonobe Conteúdo, agência digital dedicada à redação, planejamento e consultoria em redação e marketing de conteúdo. Através de equipe certificada em jornalismo, marketing digital, SEO, roteiro, gestão e empreendedorismo, a Sonobe traz aos leitores e leitoras do Reval Blog novas perspectivas para os seus negócios.


Clique aqui e participe de nosso canal no Telegram. Novidades da Reval na tela do seu celular!

Gabriel Pascoli

Papelaria, Escritório, Informática, Eletroeletrônicos, Brinquedos, Artesanato, Presentes, Festas e Descartáveis. Ligue 0800-701-1811.

2 comentários

Cristina · 4 de dezembro de 2020 às 22:31

Concordo plenamente , se colocar no lugar do cliente é a palavra de ordem para hj , sempre que vendo gosto de ver satisfação nos olhos do meu cliente, penso que isso é uma corrente , pois cada produto e ou serviço não leva só uma marca a pessoa que o criou colocou amor, dedicação preocupação com a qualidade e principalmente se servira ou completara a necessidade para qual foi criado… #tamo junto Reval

Deixe uma resposta