No interior paulista, Catanduva também está mobilizada para ver se consegue criar uma versão local do Cartão Educação.

 

Um dos líderes do movimento é o vereador Cidimar Porto, que desenvolveu o projeto após conversar com donos de papelarias locais e encaminhou como sugestão ao prefeito Geraldo Vinholi. “Além de facilitar o dia-a-dia da Prefeitura, o Cartão Educação prestigiaria as papelarias da cidade. É dinheiro da cidade ficando em nossa cidade”, comenta, na esperança de que o Executivo atenda ao pedido nos próximos meses.

“Trabalhei em papelaria durante 30 anos e, nos últimos oito anos, fui diretor de compras da nossa prefeitura. Agora, como vereador e conhecendo as dificuldades em abrir um processo licitatório, receber, estocar e distribuir o kit escolar, encaminhei ao prefeito projeto solicitando a criação do Cartão Educação”, diz Porto.

Segundo ele, em 2013 a Prefeitura adquiriu via concorrência kits escolares para 9.500 alunos, o que totalizou R$ 180 mil. Esse valor “fugiu” do comércio local. “Estou conversando com as papelarias para, juntos, sensibilizarmos o prefeito”, finaliza, lembrando que se inspirou em cidades como Bariri, Olímpia e Fernandópolis, no Estado de São Paulo, e Poços de Caldas (MG) e Brasília (DF).


Gabriel Pascoli

Compre online Papelaria, Escritório, Informática, Brinquedo, Material de Consumo para empresas e mais. Tudo para sua empresa você encontra aqui!

0 comentário

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.